novo horizonte fainor Visualizar

ARTIGO ESPECIAL | Fora da política não há salvação


Resultado de imagem para FORA DA POLÍTICA NÃO HÁ SALVAÇÃO

Por Márcio Higino* - O processo civilizatório da humanidade avança. Com dificuldades, mas avança. É a lei do progresso. Sem o progresso, que se manifesta nas suas mais variadas dimensões, como ciência, tecnologia, costumes, etc, resta a barbárie, mais do que nunca incompatível com os tempos atuais.

Vive a humana gente, nos tempos presentes, a maior de todas as crises pelas quais já passou.
Diferentemente de outras crises já vivenciadas em períodos recuados da história, a que ora se apresenta esta assentada sobre dois valores indispensáveis e caros a essa sociedade considerada pós-moderna: a ética e a moral.

 CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O termo ética deriva do grego "ethos"(caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade. A ética serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado.

Imagem relacionadaO termo moral deriva do latim "moralis", cujo significado é relativo aos costumes. Moral, pois, é o conjunto de regras adquiridas por meio da cultura, da educação, da tradição e do cotidiano, e que orientam o comportamento humano dentro de uma sociedade.

Vive-se, então, atualmente, uma profunda e grave crise de valores. Crise ética e moral ao mesmo tempo. Na sociedade em todo o seu conjunto: nas esferas de poder, nas instituições religiosas, nas empresas, nas relações comerciais, bem como nas relações políticas.

Muito embora a dimensão política esteja ferida de morte, por conta dessa crise ética e moral, devemos destacar que, embora os erros que se cometem em nome da política, consideramos que  a ciência e a prática política são fundamentais para o avanço da sociedade humana, para o seu aperfeiçoamento, desde que tenhamos a política como a ciência de criar o bem de todos.

Outra consideração que devemos levar em conta, é a que trata dos níveis de espiritualidade em que estagia a humanidade, distante, ainda, de um modo de conduta, que estabeleça relações sustentadas pela solidariedade e compreensão.

Quanto mais espiritualizada uma sociedade, mais equilibrada  será a sua prática social e política.

A política tem sido vítima, mundo afora, e o Brasil encontra-se no meio desse furação, de um feroz ataque que pretende desestabilizá-la, aniquilá-la, com graves consequências sociais, abrindo espaço para que "gente" estranha à própria política aproveite-se desse momento de fragilização infiltre-se, com o objetivo de submeter os povos e as nações, causando enorme sofrimento.

Fora da política resta a violência.
Sem civilização, renasce a barbárie.

* Márcio Higino Melo, administrador
Assessor parlamentar do Vereador Coriolano Moraes

Postar um comentário

0 Comentários