PREVISÃO DO TEMPO

terça-feira, 17 de outubro de 2017

SUA SAÚDE - Quer começar a pedalar? Tire oito dúvidas sobre pedalar em trilhas

Resultado de imagem para ciclismo em trilhasJussara Novaes (Sudoeste Digital) - Os incontáveis acidentes envolvendo ciclistas, a poluição e a escassez de ciclovias têm atraído cada vez mais adeptos a uma modalidade ciclística em meio à natureza, a mountain bike. O estilo ganhou força no Brasil no início da década de 80 e hoje já conta com diversos grupos que realizam passeios, fazem viagens e até ministram cursos na área. 

Em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, é crescente o número de adeptos que se aventuram em trilhas por toda a região, especialmente na áreas de caatinga ou seguindo até a Serra do Marçal, por exemplo. A prática saudável recebe novos interessados todos os dias. Por isso, o Sudoeste Digital conversou com especialistas no assunto para tirar as principais dúvidas de quem quer começar a praticar o esporte.

1. Quais as vantagens em relação a andar na cidade?

O grande diferencial da trilha é a quantidade bem menor de carros que o ciclista enfrenta. Em certos lugares, é preciso lidar com alguns jipeiros e motoqueiros nem sempre tão amigáveis. Ainda assim, os riscos de acidentes e confusões são bem mais baixo.

Outra característica positiva é o contato com a natureza. O ar limpo e a ausência de poluição sonora e visual nos dá sensação de liberdade e faz com que se deixe o estresse para trás. Andando de bicicleta, você enxerga as paisagens de outra maneira e chega a lugares inacessíveis a automóveis, como em algumas partes da Serra do Marçal.

2. A modalidade requer mais esforço físico?

Como você passa por buracos, caminhos sinuosos, subidas e descidas - e tudo na terra - a modalidade exige um bom preparo físico. Tamanha dificuldade pode desestimular muitos aspirantes logo na primeira tentativa. O que define o sucesso no esporte é persistência e o autoconhecimento. Um iniciante deve reconhecer suas limitações e optar por começar com desafios mais simples, em trilhas com menos relevo. Vale lembrar também que, por conta desse maior esforço, a queima de calorias é superior a um passeio de bicicleta no asfalto.

3. Posso usar a bicicleta que tenho em casa?

Bicicletas não são todas iguais: existem os modelos mais simples próprios para passeios, outros tamanho e design ideal para manobras e as versões destinadas aos praticantes de mountain bike. Estas têm acabamento reforçado adequado para suportar grandes impactos e sempre incluem marcha. Investir nesse equipamento específico é uma questão de segurança.

4. Quais os equipamentos de segurança a modalidade exige?

Os equipamentos básicos são capacete, óculos, luva, bermuda com forro (para evitar que o banco machuque) e roupas leves que, de preferência, chamem a atenção de motoristas de carro, para evitar acidentes. Também é aconselhável sempre levar uma capa de chuva, caso o tempo mude durante o passeio, e roupa de banho para aproveitar as cachoeiras que aparecem no caminho.

5. Posso ir sozinho?

Fazer trilhas sozinho pode ser muito perigoso. Além do risco de se machucar e não ter qualquer pessoa para dar suporte, você fica mais vulnerável a assaltos. O ideal é sair em grupos de pelo menos três pessoas, pois, caso ocorra algum acidente, um dos integrantes poderá ficar com a pessoa machucada e o outro irá buscar ajuda. O profissional conta ainda que uma das grandes motivações do esporte é o companheirismo entre os participantes.

6. O que devo checar antes de sair para uma trilha?

Antes de sair para uma trilha, ajuste a altura do banco para não acordar no dia seguinte com dores nas costas, cheque se as rodas estão bem fixadas, veja se as marchas estão funcionando corretamente e calibre os pneus. Também é importante levar a bicicleta para revisão regularmente. O ideal é uma revisão a cada seis meses pelo menos, mas isso também vai depende do biker, pois só ele saberá dizer quando a bicicleta não está 100%. Por fim, um hábito que nem todos cultivam - mas que deveriam - é colocar óleo na corrente para deixá-la sempre lubrificada.

7. Como limpar a bicicleta na volta da trilha?

Nada de esguicho! Alguns componentes da bicicleta são muito sensíveis e podem ser danificados se entrarem em contato direto com jatos de água. Por isso, sempre que possível, faça uma lavagem a seco que, além de tudo, ainda conserva a lubrificação da bicicleta. Caso ela esteja coberta de lama, espere secar até poder eliminar a terra com uma simples escovação.

8. O tempo pode atrapalhar o passeio?

Por ser um passeio ao ar livre, o mountain bike está à deriva de calor e frio excessivo, além, é claro, da chuva. Algumas pessoas não costumam pedalar em dias chuvosos, mas outras tem histórias de imprevistos durante diversas trilhas, quando foram surpreendidas por verdadeiros dilúvios. Nessa hora, o jeito é vestir a capa de chuva e encarar a trilha.
(Colaborou Laura Tavares)


UNEB abre inscrições para Vestibular 2018 até 29 de outubro; instituição oferece mais de 4 mil vagas

A UNEB está com inscrições abertas para o Vestibular UNEB 2018, exclusivamente pela internet, no endereço www.vestibular2018.uneb.br.
Estão sendo disponibilizadas 4.069 vagas distribuídas em diversos cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 23 cidades baianas.
Os interessados terão até o dia 29 de outubro para garantir participação no certame. A taxa é de R$ 85.
Pioneira no país na implantação do sistema de cotas, a UNEB reserva 40% das vagas para candidatos negros da rede pública de ensino e 5% para indígenas, desde que atendam aos critérios de ter cursado todo o Ensino Fundamental II (5º ao 9º ano) ou equivalente (5ª a 8ª série) e todo o Ensino Médio única e exclusivamente em Escola Pública e possuir renda bruta familiar mensal inferior ou igual a quatro salários mínimos.
Para a reserva de 40% das vagas para negros é necessário que o candidato seja negro e se autodeclare como tal, conforme opções de autoclassificação étnico-racial constantes do formulário de inscrição deste Processo Seletivo.
Os candidatos indígenas precisam especificar a que comunidade étnica pertencem, conforme opções constantes do formulário de inscrição deste Processo Seletivo e comprovem a sua vinculação étnica por meio de declaração expedida por organização indígena devidamente reconhecida, ou seja, instituições civis de natureza formal, como associações, conselhos e outras, devidamente constituídas e registradas, e definidas em seus estatutos como indígenas, sejam de linhagem étnica, supra-étnica ou de caráter local e regional.
As provas estão previstas para serem aplicadas nos dias 17 e 18 de dezembro. A relação de cursos, quadro de vagas, provas, normas e cronograma da seleção constam no edital do certame (ver retificação).
Solicitação da isenção
O Centro de Processo Seletivo (CPS) da UNEB abriu o período para solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição do Vestibular 2018.
Os interessados em pleitear o benefício têm até o dia 15 de outubro para se inscrever no site www.vestibular2018.uneb.br.
A relação dos candidatos beneficiados com a isenção no Vestibular 2018 será divulgada até o dia 17 de outubro.
De acordo com o edital, têm direito ao benefício estudantes de baixa renda oriundos da rede pública de ensino.
Na UNEB, têm direito à isenção funcionários do quadro efetivo e contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), ocupantes de cargo temporário, terceirizados, independente do nível de instrução e seus dependentes (cônjuge e filho), além de servidores à disposição que não sejam portadores de diploma de curso superior. Servidores de outras universidades estaduais da Bahia também podem fazer a solicitação.
Informações: CPS –  tel. (71) 3117-2352 ou e-mail vestibular@listas.uneb.br.

PM é conduzido para delegacia sob suspeita de filmar mulher dentro de banheiro em Salvador; ele foi ouvido e liberado


Um policial militar foi conduzido para a Delegacia de Itapuã, em Salvador, para prestar esclarecimentos, após uma denúncia de que ele estaria filmando uma mulher dentro do banheiro feminino de um shopping, no bairro de Stella Maris, na tarde desta terça-feira (17).
De acordo com a polícia, a vítima, que é funcionária do estabelecimento, também foi levada para a unidade policial para prestar depoimento. A situação teria ocorrido por volta das 13h, logo depois que a vítima entrou em uma das cabines do banheiro do shopping.
Conforme a polícia, o suspeito, identificado como Robson Santiago dos Santos, que é tenente do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Camaçari), teria usado o celular dele para gravar imagens da vítima por debaixo da porta. Em seguida, o PM teria tentado fugir ao ser flagrado pela vítima, mas foi impedido por populares, que acionaram a polícia.
Segundo a Polícia Militar, agentes da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) estiveram no local e levaram o suspeito e a vítima para a delegacia. O celular do PM foi apreendido.De acordo com a 12ª Delegacia, Robson foi ouvido e liberado em seguida. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que “a conduta atribuída ao policial será apurada pela Corregedoria da Polícia Militar na esfera administrativa”. (Fonte: G1 Bahia)

COMANDO DE POLICIAMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR LANÇA MANIFESTA EM APOIO AO POLICIAL ACUSADO; VEJA A NOTA INTERNA QUE VAZOU NAS REDES SOCIAIS:

P O L Í C I A   M I L I T A R   D A   B A H I A
COMANDO DE POLICIAMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR
12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR
Assessoria de Comunicação Social - ASCOM


NOTA INTERNA 

     Camaçari, 17 de outubro de 2017.

      Este Comando informa que em relação ao noticiado nas mídias locais e nas diversas redes sociais dando conta de ocorrência envolvendo um oficial desta UOp, na tarde de hoje (17), o qual teria agido de maneira despudorada em um shopping da capital, que tais informações nada mais são do que boatos os quais servem apenas para denigrir não só a imagem do policial como a própria Instituição, naquilo que, de maneira covarde e leviana, lançam o nome da Policia Militar da Bahia na desonra e na infâmia.   
     É importante salientar, ainda, que o fato está sendo registrado na delegacia e que o referido policial em momento algum se negou a prestar os devidos esclarecimentos à autoridade competente. Importante também lembrar que a Constituição Federal reserva a todo o cidadão o direito a defesa e a presunção de inocência, algo que em momentos dificeis como estes, infelizmente, constuma ser esquecido.     

     Este comando refuta e despreza qualquer noticia que, baseada em rumores e boatices, pequem em incriminar a honra de qualquer policial militar eja ele quem for.  Disto, o comandante do 12º Batalhão, amparado na prudência e no respeito à dignidade humana, requer de todos os policiais militares a devida argucia para compreender que a verdade dos fatos nem sempre caminha na mesma velocidade da ambição humana por denigrir e maldizer, abrindo-se mão inclusive do principio da  austeridade e da deferência à hombridade dos indivíduos.

Prefeitura de Conquista contrata advogados de forma irregular; MPF recomenda anulação

#JuntospelaEducação: MPF recomenda à prefeitura de Vitória da Conquista (BA) a anulação de contrato advocatício que seria pago com recurso do Fundeb
O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao município de Vitória da Conquista, no último dia 2 de outubro, que anule contrato advocatício com o escritório Caminha, Reis, Mutim e Moraes — Sociedade de Advogados e não utilize recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para despesas não relacionadas à educação.
De acordo com a recomendação, a prefeitura contratou o escritório, sem licitação, para demandar o cumprimento da sentença que obriga a União a repassar ao município verbas referentes ao Fundeb. Segundo o MPF, o contrato é irregular pois não cumpre os requisitos previstos na Lei nº8.666/93 para justificar a contratação de serviços por inexigibilidade de licitação: objeto de natureza singular e profissional de notória especialização.
Os procuradores consideram que a Procuradoria do Município e o próprio MPF são aptos a prestar a demanda conferida ao escritório e resguardar o interesse da prefeitura na execução da dívida. De acordo com o MPF, o valor a ser recebido, de R$ 8 milhões, destina-se exclusivamente à educação básica, conforme a Lei nº 11.494/2007, não podendo ser utilizado em nenhuma outra despesa, incluindo contratos advocatícios.
O MPF recomendou, ainda, que o município implemente medidas para o efetivo funcionamento de sua Procuradoria. A Prefeitura ainda não se manifestou sobre o assunto.


BAHIA - Vídeo mostra garota recebendo revelação de Deus antes de ser morta



A adolescente Gisele Kailla de Jesus Adab, 17 anos, que era chamada de Gika, morreu na noite deste domingo (15/10), vítima de disparos de arma de fogo, em Simões Filho, na Bahia, região metropolitana de Salvador (RMS). A vítima foi surpreendida por homens armados, que chegaram ao local em uma moto. Gisele acabou sendo alvejada com vários tiros. Porém, há um mês e 24 dias, mais precisamente no dia 21 de agosto, Gisele teria sido avisada por meio de uma “revelação divina” feita pelo “Pastor André barreto”, da Igreja Assembleia de Deus Visão da Gloria. 

O aviso divino foi compartilhado pelo pastor Thiago Silva, na madrugada desta segunda-feira (16/10), por meio da rede social Facebook, após ser informado sobre a morte da adolescente. O religioso publicou um vídeo que mostra Gisele recebendo uma revelação. “No dia 21 de agosto, na nossa segunda-feira do livramento, Deus falou com a jovem Gisele do grande livramento que estava dando a ela. Mas também disse que não brincasse, que Deus à queria na presença dele e que não haveria outra chance”, afirma o pastor na descrição do vídeo.

O vídeo

No vídeo é possível ouvir o Pastor revelando a Gisele que alguém estava com raiva do que aconteceu no inicio do ano. “Eu tô vendo eles com uma 380 na cintura. Eu tô vendo que estão pilotando com uma Pop 40. Estou vendo eles dizendo vamos chegar lá fazendo tudo, vai ser daquele jeito. Eu tô vendo que estão com raiva de alguém próximo a ela [..] Meu Deus manda te dizer, chega de brincar, porque outra chance você não vai achar. Estão com raiva de você [..] “, revela o Pastor a Gisele, contando detalhes sobre o crime um mês antes da jovem ser executada.

De forma insistente o profeta André barreto faz um apelo para Gisele, mas naquele momento, segundo o religioso, ela não abraçou a oportunidade que Deus estava dando.

Revelações divinas são bastante comuns principalmente nas chamadas igrejas pentecostais. Esse segmento se baseia em inúmeras passagens bíblicas onde homens e mulheres foram usados por Deus para revelar acontecimentos, seja de ordem universal ou individual. O texto bíblico mais claro sobre os dons de revelação está em 1 Corintios capítulo 12, no Novo Testamento.

Gisele ainda chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paripe, mas não resistiu aos ferimentos. Ela foi sepultada na tarde desta segunda. Até o fechamento da matéria, nenhum suspeito de ter cometido o crime havia sido localizado. A autoria e motivação do crime serão investigadas pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), em parceira com a 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho. Confira o vídeo completo clicando aqui

OU ABAIXO:




Aprovada lei que autoriza Itapetinga a participar de consórcio público que visa à instalação da Policlínica Regional no município

Resultado de imagem para itapetinga
Na última quarta-feira (11), a Câmara Municipal de Itapetinga aprovou o Projeto de Lei Nº 014/2017, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o município a subscrever o protocolo de intenções a ser firmado com o Estado da Bahia, através da Secretaria de Saúde (Sesab), para formação do Consórcio Público de Saúde, que vai viabilizar, entre outras ações, a criação de uma Policlínica Regional, ampliando a assistência com serviços ambulatoriais e de diagnósticos de imagem para pacientes do território médio sudoeste.
De acordo com informações do Governo do Estado, os consórcios públicos interfederativos estão sendo implantados para a gestão de serviços regionais de saúde, a exemplo de policlínicas, unidades de pronto atendimento, laboratórios regionais, centros de especialidades odontológicas (CEOs), entre outros, como, eventualmente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) e hospitais municipais. Em Itapetinga, já estão instalados a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Samu 192.
Em relação à implantação da Policlínica Regional, o Estado fica responsável pela construção e aquisição dos equipamentos, além de cofinanciar até 40% da manutenção, enquanto os municípios consorciados irão ratear os 60% restante. 
Durante a sessão, a vereadora Naara Duarte (DEM), que é presidente da Associação dos Vereadores do Médio Sudoeste, informou que, acompanhada do vereador João de Deus (PMDB) e de representantes da Secretaria Municipal de Saúde, apresentou a minuta da formação do Consórcio às cidades do território em visitas oficiais realizadas com o apoio da presidência da Casa Legislativa. Ela destacou a importância do Consórcio para que a instalação da Policlínica Regional se torne realidade.
O Território Médio Sudoeste é formado pelos municípios de Itapetinga, Itambé, Caatiba, Maracani, Maiquinique, Itarantim, Potiraguá, Itororó, Firmino Alves, Santa Cruz da Vitória, Ibicuí, Iguaí, Nova Canaã.           
                                                           
Ascom 

VÍDEO - Jovem inabilitado perde perna em acidente com moto em Varginha


VARGINHA, MG - Um casal ficou ferido em um acidente de moto na tarde do último domingo (15), no bairro Pinheiros, em Varginha, no Sul de Minas. Segundo a Polícia Militar, o piloto Maike Francisco Pereira, de 20 anos, perdeu o controle do veículo e bateu em um poste. Com o impacto, o rapaz perdeu parte de uma das pernas. A namorada dele, Rafaella Lourenço Nogueira, de 20 anos, estava na garupa e também ficou ferida. Os dois foram encaminhados para o Hospital Bom Pastor e continuam internados. Segundo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, Maike está no CTI e o estado de saúde dele é estável. Rafaella passou por cirurgia ortopédica e o quadro dela também é estável. De acordo com a PM, Maike não tem habilitação.



Condutores de 'cinquentinhas' têm até hoje para emplacamento

Quem for flagrado pode ser multado em R$ 293,47 por infração gravíssima - Foto: Adilton Venegeroles | Ag. A TARDE | 17.10.2016
Proprietários de ciclomotores de 50 cilindradas, conhecidos como "cinquentinhas", têm até hoje, dia 17 para realizar o emplacamento. Após este prazo, os motoristas estarão sujeitos ao pagamento de multa de R$ 293,47 por infração gravíssima, além da perda de sete pontos na carteira de habilitação e a possibilidade de remoção do veículo.
A quatro dias do fim do prazo e em meio a reclamações por causa do valor cobrado, o número de emplacamentos é considerado baixo pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
Para emplacar o ciclomotor é preciso que o responsável dirija-se à sede do órgão com nota fiscal ou declaração de procedência, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e documento de identificação com foto.
De acordo com a Associação Brasileira de Fabricante de Motocicletas, Ciclomotores, Motoretas, Bicicleta e Similares (Abraciclo), desde 2015, quando houve mudança na Lei 13.154 – quando o estado passou a ser o responsável pelo emplacamento e não mais o município –, a Bahia registrou cerca de 6.216 ciclomotores com emplacamento. De janeiro a setembro de 2017 foram registradas 4.012 regularizações.
Segundo o Diretor Executivo da Abraciclo, José Eduardo Gonçalves, o Nordeste é a região com maior uso do veículo: "De janeiro a setembro desse ano, os licenciamentos de ciclomotores no Nordeste (13.167 unidades) corresponderam a 61,4% do volume total dos emplacados no Brasil. A Bahia, com 4.012 unidades, representa 18,7% do volume de ciclomotores emplacados no Brasil".
Diretor de Veículos do Detran, Igor Brandão afirma que, com a implantação da lei, os mecanismos criados para a regularização das "cinquentinhas" traz proteção aos proprietários.
"Esses veículos estavam à margem da lei. As pessoas não podiam ser multadas, crianças conduziam e não havia legislação para penalizar ou proteger o cidadão. Agora, são cadastrados, passou a ser exigido a habilitação categoria A ou Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC)", explicou.
Valores
Brandão conta, ainda, que com cerca de R$ 400 é possível vistoriar e emplacar o veículo. Por outro lado, integrantes do Clube das Cinquentinhas reclamam do preço cobrado.
O presidente da entidade, Diart de Jesus da Silva, acredita que é preciso diálogo: "Queremos o emplacamento, mas que seja justo, baseado nos proprietários de ciclomotores. É preciso mais do que R$ 400, a média é de uns R$ 600 e ainda temos a situação de motos que já foram apreendidas por conta de algo que ainda vai entrar em vigor", criticou.
Integrante do grupo, Vanildo Gomes conta que, durante os dois anos de prazo para a regulamentação, houve informações desencontradas. "Algumas pessoas, quando iam emplacar a cinquentinha, não conseguiam pois funcionários do Detran afirmavam que não emplacava. Alguns fizeram, mas pagaram valores absurdos. Uma moto dessa vale cerca de R$ 1.500, tenho que pagar algo em torno de R$ 700 para emplacar. Ou eu pago o emplacamento ou coloco comida em casa".
Segundo a assessoria da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), após o dia 17, a fiscalização será nos moldes do que já ocorre com as motocicletas comuns: verificação de licenciamento, documentos de habilitação e equipamentos de proteção.
O órgão afirma que sempre houve a fiscalização no que se refere à habilitação e ao uso dos equipamentos de segurança, no entanto, como não havia placa, o condutor não era notificado.

BAHIA - PMs presos por sequestros e mortes tinham casa de tortura

Uma estrada de chão batido leva a um casebre, no meio do mato, no Parque Sócio-Ambiental de Canabrava. A descrição pode até indicar um paraíso bucólico, perdido na grande cidade, mas basta olhar de perto para ver que carcaças de veículos em volta e buracos de balas nas paredes estão mais para cenário de filme de terror - ou faroeste. Os vilões também podem parecer confiáveis: policiais militares, a quem se recorre numa situação de perigo. Mas, para o empresário João* (nome fictício), que foi sequestrado e levado até o centro de tortura, em 2015, eles foram o próprio perigo.
Segundo a vítima, o local foi escolhido por uma quadrilha formada, principalmente, por PMs, para extorquir dinheiro dela e eliminá-la. Ele ficou por mais de uma hora na iminência de levar um tiro na nuca, caso não concordasse com as exigências do grupo que, segundo a vítima, tinha como ‘xerife’ Juraci Belo Santos, soldado reformado que está preso, e outro policial militar não identificado.
Histórico dos suspeitos

A prisão de Juraci, na verdade, ocorreu por conta de outro caso de sequestro e extorsão, que terminou com as mortes do agente penitenciário Andrew Trindade Vieira e o amigo dele, Marcos Gomes Vidal, ocorrido há um ano. Neste caso, o soldado Marcos Vinicius de Jesus Borges Ciriaco também é apontado como um dos assassinos.
Ciriaco já respondia, em liberdade, por homicídio, quando foi preso novamente em julho deste ano. Desta vez, junto com outros três PMs (ver abaixo) e uma quinta pessoa, todos suspeitos de extorquir, torturar e matar um casal dentro de uma casa no bairro de Placaford, em setembro de 2016. Em comum, em todos os casos, a extorsão, mediante tortura psicológica, e pedidos de altas quantias em dinheiro – terminando, em alguns casos, com a morte dos ‘selecionados’.
Cativeiro
O empresário rezava para que alguém chegasse ali, mas, apesar de tudo ter acontecido próximo a um local movimentado, bem em frente ao estádio Barradão, as ameaças de morte só eram ouvidas pelos três e pelos urubus, que sobrevoavam em busca de alimento.
Uma coisa que chamou a atenção de João e ajudou a chegar à identificação dos criminosos foi o fato de todos falarem entre si, algumas vezes, em códigos.
“Ouvi o PM, no banco de trás, chamar Osmário pelo nome, que também, durante conversa pelo celular, falou o nome de Juraci Belo, o chefe da quadrilha”, relata.
Para João, o momento mais tenso foi a decisão de Osmário de matá-lo. “Ele disse: ‘Ele não pode sair daqui assim. Temos que terminar o serviço. Ele conhece um ‘Papa Charlie’ (código para policial civil) e vai sujar tudo’. Mas o PM dizia que eu não era ‘pombo sujo’, e que eu não ia entregar ninguém’”, recorda.
Porém, Osmário estava decidido a concluir o plano. “Ele foi na mala do carro, pegou um pano, colocou no chão, e mandou eu ajoelhar. Na hora, me recusei, e corri para trás do PM, que ainda insistia para não me matar. ‘Não precisamos fazer isso. Se ele abrir a boca, eu mesmo corto a cabeça dele’. E eles começaram a discutir. Foi quando, em mente, conversei com Deus. Disse: ‘minha vida vai com o Senhor, não vai com o Diabo’”, contou João, frequentador de uma igreja protestante.
Segundo ele, sua prece foi atendida logo depois, quando Osmário concordou em libertá-lo sob a ameaça de retornarem caso a história viesse à tona. “Inicialmente, pensei até que seria outra armadilha, para me matarem em outro lugar. Mas percebi que não era, porque fui no banco detrás e o PM no carona”, disse o empresário.
Surpresa 
Liberto duas horas depois em Vale dos Lagos, João resolveu ir à Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), para prestar queixa do roubo do carro, e logo depois fez uma denúncia contra os PMs na Corregedoria. “Um amigo me disse que estes policiais voltariam para me extorquir e, provavelmente, não teria a mesma sorte de sair vivo”, explica.
Ao chegar na DRFRV, uma surpresa. Um delegado lhe mostrou um álbum de fotografia de criminosos, no qual reconheceu Juraci Belo e Osmário, que já eram procurados. “O próprio delegado também me aconselhou a ir à Corregedoria e foi o que fiz”, contou João, que prestou queixa no mesmo dia.
Após isso, decidiu deixar o Brasil. “A minha decisão teve consequências. Tive que vender tudo o que tinha por bagatela”, comentou. Este ano, de férias, resolveu vir ao Brasil, para rever amigos, quando soube que um dos policiais que participou de seu sequestro estava envolvido em crimes mais recentes.
“Não podia me calar. Eles vão ter que pagar por tudo que fizeram”, finalizou.
Parque

O acesso à casa de tortura da quadrilha é fácil. Na visita feita pelo CORREIO, ao lado de João, o portão estava escancarado, sem controle de acesso. No chão, dentro e fora do imóvel abandonado, três cartuchos de pistola 380 e ponto 40. Além disso, um saco com vestígios de sangue recente – indício de uma recorrente prática de tortura, com saco na cabeça.
Apesar de nenhum vigilante ter sido visto no local, a Secretaria da Cidade Sustentável (Secis), que administra o Parque Sócio-Ambiental de Canabrava, informou que o local é um parque urbano criado num extinto lixão e que tem um segurança em circulação. Ainda de acordo com a Secis, a construção abandonada é uma antiga estação de tratamento.
Bando é suspeito de executar casal em Placaford

O soldado Marcos Ciriaco respondia por homicídio, em liberdade, quando foi preso novamente por homicídio em julho deste ano. Segundo a Polícia Civil, ele é um dos quatro PMs que, junto com uma quinta pessoa, são responsáveis pelo latrocínio do projetista industrial Renato Giffoni Habib, 58, e da esposa dele, a dona de casa Nélida Cristina Oliveira Habib, 55, em 25 de setembro de 2016. Os dois foram amarrados e amordaçados, e acabaram mortos, dentro da casa onde moravam no bairro de Placaford.
Após executar Renato e Nélida, cada um com um tiro na cabeça, os criminosos roubaram pertences da família e fugiram. Na ocasião, o estudante de Engenharia Mecânica Bruce Habib, 25, filho do casal, escapou da morte após se esconder dentro de casa.
Além de Marcos Ciriaco, foram presos pelo crime e estão custodiados no Batalhão de Choque da PM, em Lauro de Freitas, os policiais militares Ronaldo Pedro de Souza, 44, que trabalha no subcomando geral da corporação, no Quartel dos Aflitos; Jonas Oliveira Góes Junior, da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Iguatemi), além de Henrique Paulo Chaves Costa, 36, do Batalhão de Guardas. Já o quinto envolvido, Diogo de Oliveira Ricardo, 29, que não é PM, está no Complexo da Mata Escura. O ex-PM Paulo César Alves Filgueiras, o Paulo Escopeta, exonerado da corporação anos antes, também foi preso, acusado de ajudar o grupo no caso de Placaford.
Renato e Nélida Habib foram amarradas, amordaçadas e executadas dentro de casa por bando de PMs (Foto: Reprodução)
Um dia depois do crime, dois homens armados rondaram a casa das vítimas. O CORREIO flagrou a situação (foto abaixo). Ambos chegaram a enquadrar a equipe de reportagem, fazendo perguntas. Não foi possível confirmar se algum deles está entre os suspeitos.
Homens armados, em atitude suspeita, na frente de imóvel onde casal foi morto um dia antes (Foto: Arquivo CORREIO)
Suspeitos seguem fazendo parte da PM

A Polícia Militar comentou a situação de cada um dos PMs suspeitos de crimes como sequestro, extorsão, tortura e assassinato. Segundo a assessoria da corporação, a Corregedoria da PM só poderá informar se os militares serão exonerados, ou não, ao término do processo disciplinar.
Sobre o PM aposentado Juraci Belo Santos, a assessoria informou que ele responde a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), por ter sido preso em flagrante praticando roubo. Contudo, o PAD está suspenso em razão de o acusado ter alegado insanidade mental. No último dia 8 de agosto, Juraci foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva e será submetido a um novo PAD, que se encontra em fase de instauração, sob acusação de ter praticado crime de extorsão.
Já o soldado Marcos Ciriaco responde a outro PAD para apurar denúncia oferecida pelo Tribunal do Júri, por ter sido acusado de matar Rafael Ramos Santos, em 15 de fevereiro de 2013, no bairro de Nova Brasília. O PAD encontra-se em andamento.
A assessoria da Polícia Civil informou que o soldado Ciriaco também está envolvido, de acordo com investigações do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), no sequestro relâmpago de Washington Lázaro Paganelli de Carvalho Júnior, ocorrido em 13 de outubro de 2016. Já no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o policial foi indiciado no inquérito do latrocínio do casal Renato e Nélida Habib, em Placaford. Sobre Juraci Belo, informou que ele é investigado apenas pela morte de Andrew e Vidal, sequestrados na Federação e mortos no CIA.

DESTAQUE

Cidade mais pobre do país fica na Bahia; veja top 10 dos mais ricos e pobres

Ficou na Bahia, mais especificamente no Nordeste do estado, o título de cidade mais pobre do Brasil. A ‘conquista’ é de um município que,...

AS 5 + LIDAS