PREVISÃO DO TEMPO

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

O rei da sofrência: Pablo quer gravar CD gospel e se declara evangélico

9

Em entrevista ao jornal O Globo, o baiano Pablo, o rei da sofrência, se declarou evangélico e revelou o desejo de gravar um álbum gospel. Apesar de quase 20 anos de carreira, o cantor alcançou o sucesso com o hit “Porque homem não chora” em 2015.

A entrevista ocorreu na última semana após a gravação do DVD “Boteco da sofrência” que será divido em seções ao vivo, gravado em Feira de Santana, e em estúdio. O DVD terá 28 faixas, 15 ao vivo e 13 em estúdio que contou com a participação de Mattos Nascimento.

Já fui muito rejeitado. Diziam que minha carreira era passageira. Mas já tenho mais de 18 anos de profissão estável. No fim do mês, embarco para França, Bélgica, Alemanha, Suíça e Portugal. Sou evangélico e vou gravar um CD gospel. Só não deixo meu estilo de lado”, declara Pablo.

Pablo não é o primeiro cantor secular a manifestar o desejo de ingressar na música gospel este ano. Recentemente, Wesley Safadão ganhou os noticiários ao ser batizado nas águas.

Ex-vereador baiano, estuprador dos Jardins foi reconhecido por 14 vítimas em SP

Adson Muniz Santos, de 32 anos, natural de Livramento de Nossa Senhora, sudoeste baiano, é acusado de estuprar e roubar uma mulher nos Jardins, região nobre de São Paulo.
Chegou a 14 o total de mulheres vítimas de ataques sexuais que compareceram à delegacia e reconheceram Adson Muniz Santos, de 34 anos como autor dos crimes. O suspeito, que é ex-vereador da cidade baiana de Jussiape, na Chapada Diamantina, está detido na carceragem do 77° Distrito Policial, na região central da capital paulista, em prisão temporária.
Adson foi preso nesta quarta-feira (11). Segundo a polícia, ele se passava por policial para fazer sequestros relâmpagos e abusar sexualmente de motoristas nos Jardins e na região central da cidade.
O falso policial foi capturado por agentes da 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) em um supermercado da Barra Funda, zona oeste. Ontem, de acordo com a delegada Cristiane Nascimento Guedes Costa, o suspeito foi reconhecido por foto por quatro testemunhas.
A reportagem apurou também que na sexta-feira (6), Adson permaneceu cerca de três horas com a vítima. Na ocasião, ele foi filmado ao abordar a motorista, que deixava o estacionamento de um supermercado na esquina da rua Augusta com a Alameda Lorena. O suspeito encostou o distintivo de delegado federal no vidro da vítima para que ela parasse e abrissem a porta.
Antes, no dia 2, o suspeito teria realizado outro tipo de abordagem. Com um crachá de vereador, ele teria se aproximado de uma vítima, no aeroporto de Congonhas, prometendo, com a sua influência, colocá-la na televisão. A vítima foi levada a um hotel, onde sofreu estupro. Santos é suplente de vereador na cidade de Jussiape, no interior da Bahia.
O suspeito é também alvo de uma ação de indenização por dano material, movida por uma advogada, no valor de R$ 100 mil. À polícia, ele negou os crimes e afirmou que só praticava atos sexuais consentidos.

DESTAQUE

Cidade mais pobre do país fica na Bahia; veja top 10 dos mais ricos e pobres

Ficou na Bahia, mais especificamente no Nordeste do estado, o título de cidade mais pobre do Brasil. A ‘conquista’ é de um município que,...

AS 5 + LIDAS