sábado, 26 de agosto de 2017

Presa mulher acusada de receber resgate de sequestro de cigano na Bahia; família da vítima depositou R$155 mil na conta dela



Uma mulher acusada de extorsão mediante sequestro foi presa em flagrante, pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, nessa sexta-feira (25.08), quando tentava sacar o dinheiro do resgate, em um banco em Várzea Grande, Mato grosso. Na conta de Girelene Souza Nascimento foi depositado R$ 155 mil, relacionado ao sequestro de um cigano no Estado da Bahia.
A prisão da suspeita aconteceu após a equipe da Polícia Civil de Ilhéus, sul da Bahia, entrar em contato com a equipe do GCCO, informando que parte do dinheiro do resgate foi depositado em uma conta em Mato Grosso.  A informação veio após a prisão de Anderson Santos Weber, conhecido como “Leo”, preso na Bahia, acusado de participação no sequestro do cigano, ocorrido no dia 08 de agosto.
Em interrogatório, o suspeito disse que recebeu R$ 490 mil pelo resgate da vítima, dos quais R$ 155 mil foram depositados em uma conta da agência Itaú, pertencente a Girelene. O restante do valor foi dividido entre integrantes da quadrilha. A vítima continua desaparecida.
Diante da informação, a equipe do GCCO identificou a proprietária da conta, conseguindo realizar a prisão em flagrante da suspeita, nesta sexta-feira (25), na agência do Banco Itaú, na Avenida Couto Magalhães, no momento em que ela tentava sacar o dinheiro. A acusada foi conduzida ao GCCO, onde será interrogada e lavrado o flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro.
Entenda o Caso:
O cigano Ira foi levado à força por cerca de oito homens armados que, ao que tudo indica, já andavam seguindo os passos da vítima. O crime aconteceu em plena luz do dia, por volta das 15h30min, e foi presenciado por várias testemunhas. 
Policiais militares e civis de Maraú, Itacaré e Ilhéus, juntos em uma operação, até chegaram perto dos bandidos, com quem, inclusive, trocaram tiros nas imediações do Povoado de Saquaíra, em Barra Grande. No entanto, os criminosos furaram o cerco policial e fugiram. 
Para despistar a polícia, os sequestradores abandonaram os dois carros usados no sequestro: um Ecosport, de placa OUX-8835, e um Toro Freedom, de placa QGG-2836. Os veículos foram localizados na manhã de quarta-feira (9), um dia depois do rapto, próximo à BR-030, numa estrada de chão em Maraú.

Presa mulher acusada de receber resgate de sequestro de cigano na Bahia; família da vítima depositou R$155 mil na conta dela



Uma mulher acusada de extorsão mediante sequestro foi presa em flagrante, pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, nessa sexta-feira (25.08), quando tentava sacar o dinheiro do resgate, em um banco em Várzea Grande, Mato grosso. Na conta de Girelene Souza Nascimento foi depositado R$ 155 mil, relacionado ao sequestro de um cigano no Estado da Bahia.
A prisão da suspeita aconteceu após a equipe da Polícia Civil de Ilhéus, sul da Bahia, entrar em contato com a equipe do GCCO, informando que parte do dinheiro do resgate foi depositado em uma conta em Mato Grosso.  A informação veio após a prisão de Anderson Santos Weber, conhecido como “Leo”, preso na Bahia, acusado de participação no sequestro do cigano, ocorrido no dia 08 de agosto.
Em interrogatório, o suspeito disse que recebeu R$ 490 mil pelo resgate da vítima, dos quais R$ 155 mil foram depositados em uma conta da agência Itaú, pertencente a Girelene. O restante do valor foi dividido entre integrantes da quadrilha. A vítima continua desaparecida.
Diante da informação, a equipe do GCCO identificou a proprietária da conta, conseguindo realizar a prisão em flagrante da suspeita, nesta sexta-feira (25), na agência do Banco Itaú, na Avenida Couto Magalhães, no momento em que ela tentava sacar o dinheiro. A acusada foi conduzida ao GCCO, onde será interrogada e lavrado o flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro.
Entenda o Caso:
O cigano Ira foi levado à força por cerca de oito homens armados que, ao que tudo indica, já andavam seguindo os passos da vítima. O crime aconteceu em plena luz do dia, por volta das 15h30min, e foi presenciado por várias testemunhas. 
Policiais militares e civis de Maraú, Itacaré e Ilhéus, juntos em uma operação, até chegaram perto dos bandidos, com quem, inclusive, trocaram tiros nas imediações do Povoado de Saquaíra, em Barra Grande. No entanto, os criminosos furaram o cerco policial e fugiram. 
Para despistar a polícia, os sequestradores abandonaram os dois carros usados no sequestro: um Ecosport, de placa OUX-8835, e um Toro Freedom, de placa QGG-2836. Os veículos foram localizados na manhã de quarta-feira (9), um dia depois do rapto, próximo à BR-030, numa estrada de chão em Maraú.

DESTAQUE

VÍDEO - Polícia de SP prende motorista que transportaria drogas para Vitória da Conquista.

Jussara Novaes (Com informações do SP no AR/Record) - O motorista Clodoaldo Dias, d idade não informada, foi preso em flagrante quando ...

AS 5 + LIDAS