PREVISÃO DO TEMPO

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Justiça determina que controlada da Eternit deposite em juízo até R$500 milhões Ação se refere à mina São Félix da Minerações Associadas, que encerrou as atividades em 1967

Resultado de imagem para sama bom jesus da serra
A Justiça de 1ª instância determinou que uma controlada da Eternit deposite em juízo, no prazo de 15 dias, até R$ 500 milhões a título de dano moral coletivo em uma ação cívil pública em Vitória da Conquista (BA), disse a Eternit em fato relevante na noite de quinta-feira.
A ação se refere à mina de São Felix da Minerações Associadas (Sama), que encerrou formalmente suas atividades em 1967, disse a Eternit, que está avaliando medidas legais para reverter a decisão em instâncias superiores.
A verba, segundo avaliação dos assessores jurídicos da empresa, ”já foi contestada por recurso em tramitação na Justiça Federal e foi “considerada desproporcional”, disse a produtora de materiais para cobertura e telhados.
Nesta semana, a Eternit anunciou a suspensão das atividades da mineradora Sama e da fabricante de telhas de fibrocimento Precon Goiás, após o Supremo Tribunal Federal proibir o uso e comercialização de amianto crisotila no país.
Se a paralisação das atividades da Sama for definitiva, o impacto no faturamento líquido consolidado da Eternit será de 22 por cento, disse a Eternit em outro fato relevante divulgado na noite de quinta-feira.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Ação foi movida pelo Ministério Público Federal, mas ainda cabe recurso.
A Justiça de primeira instância determinou à Eternit que deposite R$ 500 milhões em juízo em até 15 dias, a título de dano moral coletivo em uma ação civil pública em Vitória da Conquista (BA). A ação foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF), em razão de pessoas que foram expostas ao amianto.
Conforme comunicado emitido pela empresa na noite desta quinta-feira (7), a ação se refere à sua controladora, mina de São Felix da Minerações Associadas (Sama), que encerrou formalmente suas atividades em 1967.
A Eternit informou que, segundo a assessoria jurídica da empresa, “a referida verba já foi contestada por recurso em tramitação na Justiça Federal, e foi por eles considerada desproporcional em relação aos parâmetros estabelecidos por nossos tribunais e, também, à prova dos autos”. Por isso, a companhia vai entrar com recurso para tentar reverter a decisão nas instâncias superiores.

Paralisação

Também nesta quinta-feira, a Eternit comentou os impactos que podem ser causados pela suspensão das atividades da mineradora Sama e da fabricante de telhas de fibrocimento Precon Goiás, controlados pela produtora. A parada, anunciada pela empresa no dia 5 de dezembro, foi em razão da proibição por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) do uso e comercialização do amianto crisotila.
Segundo a companhia, a paralisação tem caráter provisório e dependerá da “eventual oposição de Embargos de Declaração, uma vez que a decisão mencionada do STF não trouxe a forma pela qual deve se dar o cumprimento”.
No entanto, se a decisão for definitiva, a companhia estima que a companhia perderá 22% do faturamento líquido, valor emitido pela Sama no último trimestre. Já para a Precon, os reflexos não são significativos “pois a demanda de telhas será suprida pela unidade de Goiânia, que dispõe de capacidade produtiva para atender”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

DESTAQUE

TEST DRIVE - Nas trilhas com o Jeep Trailhawk

Segurança, conforto, economia agregam valor ao SUV campeão de vendas em 2017 Sozinho, o  Jeep Compass  responde por 11,9% do segmento...

AS 5 + LIDAS